Whitesnake: porque The Purple Album não me agradou

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 08:58

0


Homenagem, tributo? Ou mais um disquinho caça níquel de fim de carreira para os tiozinhos mais saudosos? Os motivos que levaram David Coverdale a regravar Deep Purple  eu confesso que não sei (na verdade não tive tempo nem interesse de ir atrás pra saber), mas posso dar meus pitacos sobre isso e confesso: não curti. Não é nem pelo instrumental de qualidade gritante, e sim pela tentativa –frustrada- do vocalista tentar reviver seus bons tempos de Deep Purple . A voz de Coverdale – que há pouco tempo era uma das melhores do heavy metal e hard rock – anda cambaleante, fraca e  rouca, e em muitos momentos de The Purple Album se torna imperceptível. “É realmente o David Coverdale quem está cantando?”,  me perguntei a certa altura da audição.



Talvez em uma ou duas faixas que não exijam grande esforço vocal, o músico consiga segurar sua performance. Respeito a opinião de quem tenha curtido este álbum, mas realmente me decepcionou.The Purple Album vem  nos mostrar que em time que está se ganhando (no caso, os antigos trabalhos de Coverdale no Purple) não se deve mexer. Deixe o passado lá atrás. Fica o apelo.
01.    Burn
02.    You Fool No One (interpolating Itchy Fingers)
03.    Love Child
04.    Sail Away
05.    The Gypsy
06.    Lady Double Dealer
07.    Mistreated
08.    Holy Man
09.    Might Just Take Your Life
10.    You Keep On Moving
11.   Soldier Of Fortune
12.    Lay Down Stay Down
13.    Stormbringer

Deluxe Edition Bonus Tracks
14.    Lady Luck
15.    Comin’ Home

Instrumental: 9,0
Vocal: 7,0

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...