Muse: ouça "Psycho", novo som da banda

Posted by TRMB | Posted in | Posted on 19:47

0

A canção faz parte do álbum Drones, que será lançado em 08 de junho.

Assista ao Lyric Video:







O que tocou na minha vitrola... Semana #1

Posted by TRMB | Posted in | Posted on 14:18

0

ou no meu mp3.

Por Carlos H. Silva

Na última semana escutei bastante dois discos e um single. Todos bem recentes e de estilos diversos... aqui vai um pouco de cada um.


#1 – Mr. Big, com o disco “... The Stories We Could Tell”, de 2014.

O mais recente trabalho do super quarteto de Los Angeles, California, ídolos no Japão e sempre muito lembrados pelos fãs brasileiros, conhecidos (também) pela megabalada To Be With You, emplacou alguns sons na sua coleção de clássicos, como Gotta Love the Ride e Fragile, as melhores e mais marcantes do álbum. O hard rock técnico e empolgante praticado por Paul Gilbert (guitarra), Billy Sheehan (baixo), Pat Torpey (bateria, que não tocou no disco depois que foi diagnosticado com mal de parkinson) e o carismático Eric Singer (vocalista) é bem representado por faixas como I Forget To Breathe, East/West e The Light of Day.










#2 – Slipknot, com o disco .5: The Gray Chapter, de 2014

O caminho que o Slipknot tomou na década passada de se distanciar do metal “moderno” e partir para um caminho mais thrash metal e mais técnico chegou ao ápice no último trabalho de estúdio da banda. Pedradas como Sarcastrophe, AOV, The Devil In I e Custer garantem ao disco um lugar especial na discografia da banda. Mas é na faixa The Negative One, um novo hino dos mascarados, que o bicho realmente pega.








#3 – Nightwish, com o single Élan, de 2015


Para abrir o caminho do aguardado novo disco dos finlandeses, Endless Forms Most Beautiful, que será lançado ao fim de março, o grupo liderado por Tuomas Holopainen, e que agora conta com os cantos e encantos de Floor Jansen nos vocais, soltou o single de Élan, uma típica faixa de trabalho do Nightwish: melódica o suficiente para tocar no rádio, épica o suficiente para não fugir ao trabalho da banda. Sou fã da Floor e a suavidade com que ela interpreta a canção, até o mesmo o modo com que ela pronuncia as palavras, torna a audição ainda mais agradável. No single ainda tem a ótima Sagan.









Top 5 velharia: 5 sons que completam 30 anos em 2015

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:04

0




Parece que foi ontem e no entanto lá se vão 3 décadas desde que essas sonzerinhas foram lançadas. Verdadeiros clássicos,  é impossível encontrar alguém neste mundo que nunca tenha ouvido ao menos uma vez na vida alguma destas canções. Listei abaixo 5 sons que (por incrível que pareça!) completam 30 anos nos próximos 9 meses.

Shout - Tears For Fears: Do segundo álbum da banda, Songs from the Big Chair, é um dos maiores hits de Orzabal & cia, junto a grandes outras canções que os caras fizeram. Impossível não pensar em Shout quando se fala de Tears For Fears.



Kayleigh -  Marillion: Kayleigh está presente no terceiro álbum da banda, Misplaced Childhood, e fala sobre os vários relacionamentos do então vocalista Fish.



In Between Days – Cure: Parte do sexto disco do Cure, The Head on the Door, In Between Days foi sucesso instantâneo e marcou presença em paradas de sucesso que iam da Inglaterra à Nova Zelândia.




She Sells Sanctuary – The Cult: Do disco Love, segundo trampo dos caras do Cult, é um dos sons mais conhecidos da banda, marcando presença constante em baladas, trilhas sonoras de filmes e até de 
videogames.


Forever Man – Eric Clapton: Do álbum Behind the Sun,  a faixa Forever Man é um delicioso misto de um swing muito bem feito com engenhosos solos de guitarra.




Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...