Ouça "Hurry Up Sundown", faixa do novo EP de Bruce Springsteen

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 11:47

0



Hurry Up Sundown é parte do EP American Beauty que será lançado neste fim de semana durante o Record Store  Day e você ouve aqui.

Resenha, Placebo em Loud Like Love Tour.

Posted by João Carlos Martins | Posted in , | Posted on 11:29

0

Nesta última segunda-feira, 14, a banda britânica, Placebo, veio ao Brasil, para turnê de divulgação de seu, ótimo, último disco, chamado Loud Like Love. E um dos integrantes do #TRMB esteve lá para acompanhar tudo e contar para você.

Por João C. Martins

Antes que os britânicos subissem ao palco, como abertura do espetáculo, tivemos a ilustre presença de Iggor Cavalera e sua trupe, mas se pensa que se trata de uma reunião do Sepultura, ou o Cavalera Conspiracy, muito se engana, o projeto, do baterista, que esteve lá foi o Mixhell, onde seu foco é música, ainda, pesada e eletrônica. Iggor, não poderia ser diferente, assume as baquetas, sua esposa nas pickups (Laima Leyton) e um baixista da peso a todo o resto (Max Blum). Eles são muito bons, fazem algo bem profissional e é muito diferente daquilo que temos em nossas mentes preconceituosas quando ouvimos a expressão, “Música eletrônica”. Outro adendo é que o show de abertura foi uma surpresa, já que em nenhum lugar havia sido mencionado que lá estariam, contudo como a casa fora aberta às 20:00 e o início era previsto para às 21:30, meio que, obviamente, teria um show antes da atração principal. Vieram com um setlist pesado, porém bem curto, pois devido a alguns atrasos a banda não teve muito tempo para se apresentar, embora o que tenham demonstraram em cima do palco, animou os que não conheciam e reafirmou sua qualidade para aqueles que já conheciam.

Antes de falar do show principal, vamos falar um pouco da banda. Placebo, que se intitula uma banda britânica, mas na verdade tem um belga, um sueco e um americano como integrantes, lançou em 2013 o álbum Loud Like Love, que para os fãs era tão aguardado, mas que numa primeira audição não trouxe as melhores boas vindas que poderia. Digo isso de forma muito paralela, pois não conheço muito além dos dois últimos discos, sendo esse citado e o de 2009 Battle for the Sun, entretanto minha namorada (Michelly), que esteve comigo no show, é uma grande conhecedora da discografia dos rapazes, e pôde dizer com propriedade que o mais recente trabalho fugiu um pouco, pode-se dizer que, da raia.

Muitos podem ter inúmeros preconceitos, pelo fato da banda, notadamente, atingir, em grande maioria, um público homossexual, o que é um fato, também porque os integrantes se autodenominam gays, porém quando se fala de música isso pouco importa, pois se isso necessitasse de valorização, coitado do Rob Halford, ou do Fred Mercury, até mesmo do Pat Smear.

Suas composições são de letras extremamente fortes, seus riffs marcantes, sem contar o ponto forte do grupo, que é seu vocalista, detentor de uma potência vocal ímpar, além de seu timbre de singularidade absurda. Num contexto geral, eles são, sim! Um grupo de Rock ‘n’ Roll, e fazem por onde serem chamados assim.

placebo_js_291111

Da esquerda para a direita: Brian Molko (Guitarra e Vocal), Stefan Olsdal (Baixista e Tecladista) e Steve Forrest (Baterista e Backing Vocal).

Como já dito por duas vezes, a turnê é referente ao álbum Loud Like Love (2013)

Cover

Embora não se esperasse algo muito diferente, o fato de a apresentação estar cheia de canções do novo álbum, deixou de empolgar aqueles mais vanguardistas, que esperavam faixas dos que se tornaram clássicos no acervo do conjunto, como Black Market Music (2000) ou Meds (2006). Isso ficou, ainda mais, claro quando eles viraram o disco e passaram a tocar suas mais antigas, onde a gritaria era geral, pulos e cantorias efusivas do público, contagiavam até aqueles que menos conheciam suas letras. O show teve vinte e duas canções, e se pensarmos que apenas sete faixas eram do último disco, não poderíamos dizer que estava realmente, repleto, de músicas do último compilado, mas quando sabemos que o compacto conta com apenas dez tracks, fica fácil entender porque foi dito que a performance teve, em sua maioria, faixas do mais recente trabalho.

Um dos poucos pontos negativos que há de ser ressaltado no evento, foi que atrasaram um bocado para subir ao palco. O início estava previsto para 21:30, contudo quando começaram já passava das 22:00.

Colocando na balança, o show teve mais prós que contras, e caso esteja triste por ter perdido, não se preocupe eles prometeram voltar ano que vem.

WP_20140414_012

Setlist:

B3

For What It's Worth

Loud Like Love

Twenty Years

Every You Every Me

Too Many Friends

Scene of the Crime

A Million Little Pieces

Speak In Tongues

Rob the Bank

Purify

Space Monkey

Blind

Exit Wounds

Meds

Song to Say Goodbye

Special K

The Bitter End

Encore:

Teenage Angst

Running Up That Hill (Kate Bush cover)

Post Blue

Infra-red

Brian Johnson confirma doença no AC/DC

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:34

0



O vocalista do AC/DC, Brian Johnson, revelou em entrevista ao The Telegraph, que a banda entrará em estúdio no próximo mês. “Vamos ver se temos músicas ou ideias. Se algo acontecer, vamos gravar.”

Sobre as especulações a respeito da saúde de Malcom Young, o músico confirma: “Não gostaria de falar sobre o futuro. Um dos caras tem uma doença debilitante. Mas prefiro não falar mais nada. Ele é muito orgulhoso e privado, um cara maravilhoso. Somos amigos há 35 anos e o respeito muito.”

Ouça na íntegra o álbum ao vivo do Winery Dogs

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 18:03

0



"Unleashed In Japan 2013" foi gravado durante uma turnê asiática feita em 2013. O trabalho é  bônus da reedição do álbum de estreia da banda, lançado no ano passado. 

Confira:



Projeto do Sepultura e Maná toca em São Paulo

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:16

0



Formado por músicos das bandas Sepultura, Maná, A.N.I.M.A.L. Los Fabulosos Cadillacs, o De La Tierra anunciou um show único para o próximo mês, em São Paulo.

A banda toca no dia 18 de maio no Cine Joia.

Confira mais informações:

Cine Joia  – São Paulo
Vendas a partir de 10 de abril
Classificação etária: 18 anos

Preços:
Pista 1º lote – R$140,00
Pista 1ª lote meia entrada – R$70,00

Led Zeppelin: trechos de áudios raros são liberados

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:54

0


Os três primeiros álbuns  do Led Zeppelin, que serão lançados em 3 de junho tiveram alguns trechos divulgados recentemente.

Led ZeppelinLed Zeppelin II e Led Zeppelin III  chegarão às lojas nos formatos CD, vinil de alta qualidade e em uma caixa de luxo, que contará com todos os formatos anteriores, pôster, livro com fotos raras e um cartão para baixar todo o material .

Abaixo você confere o tracklist dos três discos e o vídeo contendo trechos do material raro:


Led Zeppelin:
01 – Good Times Bad Times
02 – Babe I’m Gonna Leave You
03 – You Shook Me
04 – Dazed And Confused
05 – Your Time Is Gonna Come
06 – Black Mountain Side
07 – Communication Breakdown
08 – I Can’t Quit You Baby
09 – How Many More Times
Disco ao vivo no The Olympia – Paris, 10 de outubro de 1969.
01 – Good Times Bad Times/Communication Breakdown
02 – I Can’t Quit You Baby
03 – Heartbreaker
04 – Dazed And Confused
05 – White Summer/Black Mountain Side
06 – You Shook Me
07 – Moby Dick
08 – How Many More Times
Led Zeppelin II:
01 – Whole Lotta Love
02 – What Is And What Should Never Be
03 – The Lemon Song
04 – Thank You
05 – Heartbreaker
06 – Living Loving Maid (She’s Just A Woman)
07 – Ramble On
08 – Moby Dick
Disco 2
01 – Whole Lotta Love
02 – What Is And What Should Never Be
03 – Thank You
04 – Heartbreaker
05 – Living Loving Maid (She’s Just A Woman)
06 – Ramble On
07 – Moby Dick
08 – La La
09 – Bring It On Home
Led Zeppelin III:
01 – Immigrant Song
02 – Friends
03 – Celebration Day
04 – Since I’ve Been Loving You
05 – Out On The Tiles
06 – Gallows Pole
07 – Tangerine
08 – That’s The Way
09 – Bron-Y-Aur Stomp
10 – Hats Off To (Roy) Harper
Disco 2
01 – The Immigrant Song
02 – Friends
03 – Celebration Day
04 – Since I’ve Been Loving You
05 – Bathroom Sound
06 – Gallows Pole
07 – That’s The Way
08 – Jennings Farm Blues
09 – Keys To The Highway/Trouble In Mind




Deftones: ouça "Smile", música inédita da banda

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:40

0



No último domingo (13), completou-se 1 ano da morte do baixista Chi Cheng do Deftones, e em homenagem ao músico, Chino Moreno vocalista da banda compartilhou o áudio de uma faixa inédita chamada Smile, música que estaria presente em Eros, álbum do grupo que não saiu devido ao acidente que deixou Chi Cheng em estado semi-vegetativo. O disco seria lançado em 2008.


Ouça a canção:



Top 5: Tom Petty

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:24

0


Tom Petty é um daqueles músicos dotados de extremo talento que vira e mexe meus ouvidos imploram para ouvir. Seu som inconfundível, mais voltado ao estilo “heartland rock” (para aqueles que adoram rótulos), mescla influências claras do folk com o blues e o country, resultando num roots rock calmo e encantador.

Além dos Heartbreakers, banda que o lançou ao grande público, fez parte do supergrupo Traveling Wilburys do qual já falei aqui e coleciona grandes sons em quase 40 anos de carreira.


Listei 5 canções essenciais  do músico e mais um bônus polemiquinho. Dá uma conferida:

#1. Don´t Do Me Like That – Do terceiro disco de Tom Petty com seus Heartbreakers, o Damn the Torpedoes de 1979, Don´t Do Me Like That traz ritmo vibrante e sonoridade simples, mas cativante. Alcançou o topo das paradas à época de seu lançamento.



#2. Don´t Come Around Here No More – A canção do sexto álbum - Southern Accents,  de 1985 - tem um quê de indie rock e chegou até mesmo a ganhar um cover bem sem sal de uma artista do gênero, mas nada como a versão original, que conta inclusive com a participação de David Stewart (Eurythimcs), tanto na composição como na gravação do som (voz e parte eletrônica).



#3. I Won´t Back Down – Em 1989 Tom Petty se aventurou em carreira solo e sem seus Heartbreakers lançou Full Moon Fever que traz a encantadora I Won´t Back Down. A faixa, uma das melhores do álbum e da carreira do músico, traz a participação de George Harrison na guitarra acústica e nos backing vocals junto com Jeff Lynne, que também aparece no baixo e Ringo Starr na batera.



#4. The Waiting – A primeira faixa do álbum Hard Promises, de 1981 abre com chave de ouro o quarto disco de Tom Petty. The Waiting é uma das mais notáveis músicas que exemplificam de maneira exata o que o termo “roots rock” quer dizer. Cheia de melodia e com uma sonoridade singular é uma das mais singelas canções do rock.



#5. I Need To Know – Sim, estava faltando um som mais “animadinho” nesta lista né? E I Need To Know é a representante escolhida da categoria. Do  segundo disco lançado por Tom Petty e seus Heartbreakers, o You're Gonna Get It! de 1978, a música traz uma pegada mais forte e os belos riffs de Mike Campbell. Vale lembrar que em 2007 a banda de hard farofa Poison regravou a faixa que ficou bem legalzinha.




Bônus Track

American Girl – Eu não poderia deixar de fora uma das mehores músicas do Tom Petty. American Girl é parte do álbum debut da banda, o Tom Petty and the Heartbreakers'  de 1976 e tem uma pegada totalmente empolgante e pra uma galerinha mais nova, bem conhecida e por quê? Basta que você ouça Last Nite do Strokes que entenderá. Inclusive numa entrevista pra Rolling Stone gringa Tom Petty comentou sobre a “homenagem” ou possível plágio.

“O Strokes pegou ‘American Girl’ [para a música 'Last Nite'], e eu vi uma entrevista com eles, onde eles realmente admitiram. Isso me fez rir alto. Pensei ‘OK, bom para vocês’. Isso não me incomoda”. 

A banda de Julian Casablancas viu a “afanada instrumental” como uma homenagem e costuma fazer snippets de American Girl durante a performances de Last Nite.











Por Rose Gomes


Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...