Assista Ad Lucem, novo vídeo do Queensryche

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:01

0



O Queensryche lançou recentemente um vídeo conceitual chamado Ad Lucem, que foi inspirado em quatro canções do álbum autointitulado da banda - o primeiro sem o fundador do grupo, Geoff Tate, demitido em 2012. São elas Spore, A World Without, Midnight Lullaby e X2. "O resultado final é uma montanha-russa de emoções, em um esforço para encontrar uma resolução saudável. Nós sentimos que este vídeo conceitual realmente irá ressoar com os nossos fãs", declarou o vocalista da banda, Todd La Torre.

Confira o vídeo de Ad Lucem:



Assista Sunny Day, novo clipe de Roger Taylor

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 08:49

0




Sunny Day é parte do álbum  Fun On Earth.

Confira:





Asia anuncia título de novo álbum

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 08:46

0



O novo trabalho que o Asia está finalizando já tem título e se chamará Gravitas.  Este álbum será o primeiro com o guitarrista Sam Coulson que entrou no lugar de Steve Howe.

O lançamento está previsto para o primeiro semestre de 2014 via Frontiers Records.

Confira Frozen Rainbow, novo clipe do Saxon

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:38

0




Frozen Rainbow é parte do álbum Unplugged And Strung Up.

Assista:




Ouça I’m Not A Young Man Anymore, a música perdida do Velvet Underground

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:34

0



I’m Not A Young Man Anymore é parte do álbum  White Light/White Heat, que completa 45 anos em 2014 e tem lançamento previsto para o próximo dia 3.

Confira:






Assista ao trecho do documentário sobre Cazuza

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:31

0




O documentário faz parte do evento Volta Cazuza, que trará um show  com o holograma do cantor neste sábado (30), no Parque da Juventude, em São Paulo.
O vídeo traz depoimentos de nomes como  Nelson Motta, Lucinha Araújo (mãe de Cazuza), George Israel (diretor artístico do espetáculo) e Pedro Bial, amigo de infância de Cazuza."Não sei como vou reagir a um show desse.Confesso que começo a tremer e a ficar com vontade de chorar só de pensar na possibilidade", declarou Bial.

Confira:



Metallica prepara turnê com músicas votadas pelos fãs

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:18

0



A próxima turnê que o Metallica fará pela Europa terá seu set list escolhido pelos fãs. Aqueles que adquirirem ingressos para as performances terão acesso ao catálogo do grupo, que reúne mais de 140 faixas, para votar nas escolhidas. 

A cada noite  a banda promete apresentar uma música inédita, enquanto as outras 17 faixas serão as mais votadas pelos fãs. “O fato de que todos os nossos fãs poderão escolher as músicas deve elevar a diversão e tirar um grande peso dos meus ombros, já que sou o cara que geralmente monta o setlist!”, disse o baterista Lars Ulrich, em nota enviada à imprensa.



Via Rolling Stone Brasil

Soundgarden: banda trabalha em álbum de b-sides e faixas raras

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:13

0



Em recente entrevista ao The Pulse Of Radio, o guitarrista Kim Thayil do Soundgarden falou sobre o  álbum de raridades da banda. “Não o vejo como uma mera compilação, mas como um disco mesmo. Muitas dessas músicas nunca foram ouvidas antes. Era um problema para os fãs encontrar o lado b de um single”

O lançamento está previsto para o ano que vem.

Dave Grohl: "Estamos compondo de uma maneira que ninguém fez antes"

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:08

0




Dave Grohl contou recentemente à Rolling Stone  sobre o  novo álbum do Foo Fighters. “Ele vai ser foda. Começaremos a gravar em breve, estamos compondo de uma maneira que ninguém fez antes”, declarou o músico sem dar mais detalhes.

Paralamas fará show com repertório escolhido pelos fãs

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:37

0


Em comemoração aos 30 anos de carreira O Paralamas do Sucesso fará um show que será transmitido pela internet através da plataforma VEVO. A apresentação integra o projeto Itaú Uniclass Top 5. A performance poderá ser assistida a partir das 21h através do site oficial da banda.

O setlist composto por dez músicas, foi totalmente escolhido pelo público. As selecionadas foram: “Lanterna dos Afogados”, “Cuide Bem do seu Amor”, “Uma Brasileira”, “Caleidoscópio”, “A Novidade”, “Vital e sua Moto”, “Busca Vida”, “Meu Erro”, “Lourinha Bombril” e “O Calibre”.


Europe leiloa 10 guitarras para ajudar as Filipinas

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:30

0



No próximo dia 15 de novembro acontecerá  um leilão feito pelo músicos do Europe através do site Stadsauktion. O objetivo é arrecadar benefícios  para as entidades que estão cuidando das vítimas do tufão que devastou parte das Filipinas este mês.

Ao todo serão leiloadas 10 guitarras personalizadas com as capas dos álbuns da banda.


Lemmy Kilmister não pensa em parar

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:24

0



O músico Lemmy Kilmister declarou em recente entrevista à Revolver Magazine que mesmo doente não pensa em parar. “Depois que eu melhorar, vamos voltar à estrada. Ainda pretendo fazer um álbum com o Headcat, além de uns dois com o Motörhead. Mas o próximo é o meu disco solo. Ainda quero gravar uma faixa com Skin (Skunk Anansie) antes de lançar. Há duas com o Reverend Horton Heat, duas com o The Damned, uma com Dave Grohl e outra com Joan Jett. Estou pensando em chamá-lo de False Teeth For The Deaf. É um grande disco de Rock, com partes de Blues. Não soa como Motörhead, mas há elementos em comum”.


The Doors: Robby Krieger e John Densmore juntos em evento

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:21

0



Os integrantes remanescentes do The Doors, Robby Krieger e John Densmore, estarão presentes  no Los Angeles County Museum Of Art  em 5 de dezembro para comemora o 70 º aniversário do falecido vocalista  Jim Morrison, que acontece três dias depois. O evento também irá homenagear o tecladista Ray Manzarek, morto em maio.

Os músicos assistirão ao documentário Mr Mojo Risin': The Story Of LA Woman antes de dar uma palestra sobre suas memórias e experiências de estar no The Doors. 

Ainda não foi confirmado se eles tocarão juntos no evento.





Resenha: Marrero, Nervochaos e Krisiun em São Paulo.

Posted by João Carlos Martins | Posted in , | Posted on 20:15

0

Nada melhor que um show de Rock 'n' Roll em pleno domingão, melhor ainda se for de graça, melhor ainda se reune três bandas pauladas do cenário Heavy Metal Nacional!
Neste domingo (24/11) o Centro Cultural da Juventude (CCJ doravante) teve o privilégio de receber o excelente Krisiun na sua The Great Execution Tour, excursão da banda para divulgação de seu último trabalho, o ovacionado The Great Execution (2011).



Antes da tão aguardada apresentação outras duas performances estavam por vir. Abrindo a tarde a ainda desconhecida, mas absurdamente cheia de boas propostas banda Marrero, que como dizem em sua página no facebook, fazem "canções de rock como noutros tempos, simples, diretas, baseadas em riffs densos e temas pesados cantados em português". Uma ótima explicação, não? Quando se referem a "riffs densos e temas pesados" irrefutavelmente o fazem, tendo inegavelmente uma grande influência de bandas de Heavy Metal dos 70s evidenciando sua busca em sempre manter vivo o clássico Sabbathiano, Master of Reality (1971). Suas canções são sempre extremamente engajadas, todas envoltas em temas políticos, religiosos e sociais, os caras mandaram ver em cima do palco. Pense por dois é uma deles que mixa tudo isso sobressaltando um estilo muito voltado para o Doom Metal, vale muito a pena procurar. Ah! E é claro que não poderia me esquecer, eles mandaram um cover irrepreensível de Snowblind do festivo e sombrio Vol. 4 de Black Sabbath!

Em sequência a plateia já aguardava ansiosa a entrada de Nervochaos, que desde 1996 já brutaliza ouvidos com pedradas de Death Metal, embora já tenha mudado bastante de formação a proposta dos caras de fazer um "deathão" continua a mesma desde o início. O show foi recheado de faixas de seu último play, To the Death (2012) que assim como os caras da Marrero, contém diversas faixas com temas religiosos, porém com uma veia um pouco - para não dizer completamente - mais satânica. De técnica incontestável o quarteto detonou a segunda apresentação da tarde com paulêras como The Exile, Total Satan e I Fuckin Hate You, fazendo headbanger bater cabeça até com a própria mãe. O ponto negativo da apresentação deu-se ao fato do microfone do vocal estar muito baixo e por um determinado momento ter teimado em não funcionar durante uma faixa toda, tirando esse pequeno contra-tempo foi um showzaço!


Por fim, já em torno de 18:30 foi a vez de Krisiun. A passagem de som dos caras já intimidava aquela cambada toda que se reunira para ver uma das maiores bandas de Death Metal da história. O aquecimento para a sessão que viria já dava indícios de que seria um belo espetáculo. A introdução da guitarra acústica de The Will to Potency foi a chamada para o palco, iniciando a apresentação de forma implacável. Contou com um set list que dava grande ênfase em seu último registro fonográfico. Apesar de ter ouvido - não nesse show, claro - muito fã falar besteira a respeito de The Great Execution¹, por ter deixado de lado (um pouco) aquela característica conhecida de seus trabalhos anteriores de
apenas agressividade, já que esse último record contou com uma pegada bem mais sonorizada, se assim se pode dizer, as que mais empolgaram a galera foram Descending Abomination, Blood of Lions (com um dos riffs mais headbangers do mundo) e Rise and Confront, todas dele além evidentemente dos clássicos já consagrados como, Cursed Scrolls do esplêndido álbum Conquerors of Armageddon² (2000), Combustion Inferno que é uma das mais famosas lançada em Souther Storm (2008), Kings of Killing de seu segundo trabalho de estúdio Apocalyptic Revelation (1998) e o cover que já vêm fazendo com alguma frequência de Venon, Black Metal (chega a ser impressionante como todos cantam com o coração na hora do "Lay down your souls to the gods rock 'n' roll!" realmente emocionante). Sem contar a paulada que todos esperavam e até foi solicitada em coro durante uma das pausas, pelos espectadores que é Black Force Domain (1995), só para frisar, é mais uma das que corresponde a minha teoria que toda primeira música de um disco tem que ser marcante, e essa além de primeira, pertence ao primeiro play, cujo o qual de mesmo nome. Infelizmente The Extremist¹ e Soul Devorer² ficaram fora da lista, mas mesmo assim foi uma brilante demonstração de Metal Extremo.

Como na apresentação anterior, alguns problemas com o microfone rondaram os caras, e justamente em Blood of Lions, confesso ter ficado frustrado com isso. Outro aspecto desfavorável, não por conta das bandas, era sua disposição no palco. Eles pareciam estar abaixo da pista, mal dava para vê-los - fique claro que tenho 1,90 de altura - no primeiro (Marrero) o baterista estava de lado, na segunda (Nervochaos) o batera também, parecia estar afundado num buraco, só se via os pratos balançando, e no último (Krisiun), o kit monstruoso de Max Kolesne estava no alto, consegui vê-lo em ação perfeitamente, entretanto os guitarristas, baixistas e vocalistas (no caso de todas as bandas) só se via do peito pra cima. Em partes sou culpado de não me meter lá na frente, mas entenda que já não tenho mais idade nem saude para isso, além de que foi gratuito, quem dera acontecesse mais vezes.

Outro ponto a ressaltar, agora no aspecto positivo novamente, é a felicidade perceptível de todos os integrantes que por ali passaram, em dividir com aquele público, na maioria Roots, toda a energia e vibração que estavam sentindo em estar em cima daquele lugar, sem pompa nenhuma, sem camarotes, sem ingressos caros, para pouco mais de 250 ou 300 pessoas. É isso que faz desses caras os monstros sagrados que são. Um muito obrigado \m/

E também gostaria de deixar registrado minhas sinceras desculpas por não ter fotos decentes do evento, justamente devido a esse problema do palco não consegui nada bom.


PS. O palco podia ser mais alto.

Muse: próximo álbum deve soar mais rock, segundo a banda

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 10:03

0



O Muse revelou seus planos para o próximo álbum que deverá ser lançado em 2015. O vocalista Matt Bellamy contou que apesar do sucesso de seus lançamentos mais experimentais a banda estava ansiosa para voltar às origens.

"Nos dois últimos trabalhos nos focamos em coisas como sintetizadores, drum machines e vários elementos eletrônicos, neste próximo álbum vamos voltar para a musicalidade novamente e nos concentrar em nossos próprios instrumentos: guitarra, baixo e bateria. Este disco provavelmente vai ser mais cru, e, definitivamente, um pouco mais rock, eu diria", comentou o vocalista.

Billy Sheehan: workshops pelo Brasil são cancelados

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:53

0


Os workshops que o músico Billy Sheehan (Mr. Big, Winery Dogs) faria por algumas cidades brasileiras nesta semana foram cancelados.

Sheehan teve problemas com seu visto e ainda não há previsão de nova data.

Kings of Leon: veja o clipe de Beautiful War

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:44

0



Beautiful War é parte do novo álbum da banda, Mechanicall Bull.

Confira:



Foreigner: banda é muito mais do que baladas

Posted by Rose Gomes | Posted in | Posted on 09:41

0



Por Rose Gomes



Talvez você já deva ter ouvido falar do Foreigner, banda anglo-americana formada na década de 70 inicialmente por Lou Gramm, Ian McDonald e Mick Jones (King Crimson). Os caras fizeram certo sucesso por aqui com duas baladinhas em especial: I Want to Know What Love Is (que ganhou versão bizarra de Mariah Carey) e Waiting for a Girl Like You. Mas o que muita gente não sabe é que esta é uma senhora banda que tem em seu currículo grandes trabalhos e canções excelentes e não apenas musiquinhas dor-de-cotovelo.


Pra começar, o disco debut dos caras, autointitulado Foreigner lançado em 1977 traz as clássicas Feels Like the First Time e Cold as Ice. Tenho certeza de que você já deve ter ouvido estas faixas ao menos uma vez na vida e não sabia de que banda se tratava. E ao escutar este belo trabalho dos caras dá pra entender porque eles venderam nada mais, nada menos do que  quatro milhões de cópias somente nos Estados Unidos.






No ano seguinte o Foreigner lançou Double Vision que conseguiu a façanha de vender mais do que o disco antecessor – cinco milhões de cópias – e traz as incríveis Hot Blooded e a faixa-título Double Vision.





Além destes dois álbuns citados, destaco ainda os discos Head Game em 1979 com as músicas Dirty White Boy e a faixa que dá nome ao álbum, a aorzona Head Games; 4 (1981) com Juke Box Hero e Urgent; Agent Provocateur (1984) que traz a hardona Reaction to Action e Inside Information (1987) da qual eu destaco a graciosa Say You Will.


Os caras ainda lançaram mais quatro álbuns e seguem na ativa até hoje fazendo um som de excelente qualidade e provando que não se trata apenas de uma banda de baladas.






Formação atual: a banda ganhou mais três integrantes.



Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...